Seguro de Vida para Idosos

Seguro de Vida para Idosos

Curtiu o post? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Pessoas de todas as idades podem contratar um seguro de vida, inclusive idosos. No caso dos planos específicos para idosos é preciso analisar se a seguradora considera idoso o indivíduo com 60 ou com 65 anos.

Para que você possa se enquadrar no tipo de seguro desejado e realizar a contratação, garantindo que sua família estará resguardada em caso de sua morte.

Infelizmente, esse é um assunto que ainda é um tabu na sociedade brasileira. No entanto, o seguro de vida para idosos é uma maneira de proteger financeiramente as pessoas que o idoso ama. De forma que a morte não deixe a família completamente desamparada.

Quer saber mais sobre seguro de vida para idosos? Então continue lendo e confira tudo que a gente separou sobre o tema.

Para facilitar sua leitura, separamos o artigo da seguinte forma:

Seguro de vida para idosos é mais caro ou é um mito?

O seguro de vida para idosos é de fato mais caro que o seguro de vida para jovens. E isso se dá devido ao fato de que a seguradora considera mais provável que um idoso venha a falecer que um cliente jovem.

O valor do seguro de vida pode ser barateado dependendo de quais são as coberturas desejadas. Nos casos em que o segurado deseja somente resguardar a família em caso de sua morte, o seguro é muito mais simples. E por isso mesmo, a mensalidade é mais em conta.

Atualmente, as seguradoras oferecem outros serviços que encarecem o seguro, como a cobertura por invalidez, acidentes e até mesmo o pagamento de diárias médicas e hospitalares.

Por isso, quem deseja contratar um seguro de vida e pagar pouco, deve observar que o ideal é procurar um seguro mais simples.

Quanto menor é a cobertura, menor tende a ser o valor da parcela do seguro de vida para idosos. O que torna importante o cuidado de comparar as seguradoras disponíveis no mercado.

Identificando qual delas é capaz de oferecer um serviço compatível com as suas necessidades atuais. E que ainda assim, possa oferecer um preço competitivo e que caiba em seu orçamento.

Todo idoso pode contratar um seguro de vida?

Essa é uma questão que tem sido polêmica, porque algumas seguradoras recusam clientes com problemas de saúde muito graves.

Uma vez que a seguradora considera que existe um risco muito alto de falecimento, ocasionando a necessidade de pagar o sinistro nesses casos.

O que não seria vantajoso financeiramente para a seguradora. Afinal, nesses casos o cliente poderá falecer muito pouco tempo após a contratação. Não havendo tempo hábil para que a empresa receba mensalidades e mesmo assim, ela seria obrigada a pagar a apólice.

Por isso, a ANS e a Susep possuem entendimentos diferentes a respeito do tema. Caso o cliente queira realizar a contratação e seja negado, é possível recorrer.

Com o parecer contrário à contratação é possível abrir um recurso administrativo junto aos órgãos reguladores das seguradoras. Contribuindo para que você consiga contratar o serviço desejado.

Ter seguro de vida é um ato de carinho

Muito embora o seguro de vida seja visto por alguns como algo mórbido, ele é na verdade um ato de carinho para com os que ficam.

Quando uma pessoa é beneficiária de um seguro de vida, o dinheiro a ser recebido funciona para conferir tranquilidade financeira nesse momento de vida.

É por isso que o beneficiário não terá dedução de imposto de renda sobre o valor. Além disso, o prêmio do seguro de vida não entra no inventário para distribuição da herança.

Ou seja, se você quer deixar uma quantia para uma pessoa amada receber enquanto o inventário de seus bens é feito, o seguro cumpre esse papel.

Protegendo essa pessoa de passar qualquer adversidade financeira enquanto todo o processo de distribuição da herança é executado.

Além de não poder ser discutido, o valor é depositado para o beneficiário em até 30 dias após a sinalização da morte para a seguradora.

É por isso que, fazer um seguro de vida não deve ser visto como algo mórbido ou sem sentido. Ao contrário disso, o seguro de vida é um ato de carinho e cuidado com as pessoas que você ama.

Nunca é tarde ou cedo demais para fazer um seguro

Infelizmente a vida no Brasil é um constante risco. Por isso, nunca é tarde ou cedo demais para fazer um seguro de vida e se resguardar.

Ao fazer um seguro de vida ainda jovem, é possível pagar mensalidades mais baixas. No entanto, se você deixa para fazer durante a terceira idade, a mensalidade poderá ficar um pouco mais alta.

No entanto, como já explicamos é possível negociar o valor mensal de acordo com a cobertura desejada. De modo que o seguro de vida possa ser adquirido e as pessoas que você ama possam ser resguardadas.

Lembre-se de avisar aos seus beneficiários

Um passo muito importante após adquirir seu seguro de vida, é conversar a respeito do seguro com as pessoas definidas como beneficiárias.

É muito importante deixar essas pessoas bem informadas sobre o seguro, para que em caso de seu falecimento elas possam entrar em contato com a seguradora.

Uma vez que é preciso avisar a seguradora sobre a morte para que a mesma realize o pagamento do valor previsto no contrato.

E para isso, seus beneficiários precisam reunir alguns documentos comprovando o falecimento do contratante e que de fato são seus beneficiários.

De forma que todo o trâmite de pagamento seja iniciado e essas pessoas estejam resguardadas como você previu.

Não deixe esse ato de cuidado para depois! Pesquise seguradoras sérias e faça o seu seguro de vida para idosos. Certamente você não irá se arrepender de manter esse cuidado com quem tanto ama.

Curtiu o post? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos Posts: