Endosso de Seguro: entenda para que serve e tire suas dúvidas!

endosso de seguro o que é

Curtiu o post? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quando o assunto é seguro — seja de vida, carro, casa, enfim — existem muitos detalhes que você precisa entrar conhecer e entender. Sem esse cuidado, fica mais difícil fazer a melhor contratação e, ainda, ter sempre os respaldos da seguradora, em caso de imprevisto. Um dos detalhes é justamente o endosso de seguro. 

Um termo bem diferente, não é mesmo? Já vale adiantar que ele não é nenhum “bicho de sete cabeças”, fique tranquilo! 

Para simplificar cada característica do endosso, nós separamos várias informações. Além disso, vamos te passar todo o conhecimento da forma mais simples possível. 

Continue a leitura e aproveite as nossas dicas! 

O que é Endosso de Seguro?

O endosso de seguro é um documento que reúne as mudanças realizadas na apólice do seguro. Algumas seguradoras também chamam essa documentação de aditivo do contrato do seguro

A prática é muito mais comum do que se imagina, afinal, sempre podem ter mudanças na vida dos segurados — o que exige a atualização dos acordos feitos entre as partes: seguradora e cliente. 

Para que serve um endosso de seguro?

De forma mais simplificada, podemos dizer que o endosso de seguro é isso: atualização sobre o contrato de seguro. 

De forma mais aprofundada, a explicação é a seguinte: o documento serve para que a seguradora avalie os novos riscos envolvidos — seja sobre a vida ou em relação aos patrimônios do segurado. 

Muitas pessoas vêm essa tarefa somente como uma burocracia, mas é importante deixar claro que se trata de um cuidado importante. 

Afinal, pense: por exemplo, se os riscos em relação ao seu novo carro não forem bem avaliados, pode acontecer de você ficar sem respaldo, em uma situação de emergência. 

Sendo assim, diante de mudanças e alterações, procure a corretora quanto antes! 

endosso de seguro como fazer

Quando é necessário fazer um endosso de seguro?

Toda vez que uma mudança impactar os riscos do que é assegurado, é preciso recorrer ao endosso de seguro. 

Parece complicado? Vamos usar um exemplo prático… 

Imagine que você mudou de endereço residencial, ok? Antes, vivia em um bairro mais seguro. Já, agora, está em uma região que tem mais casos de roubo e furto de casas. 

Nesse caso, então, o recomendado é procurar a seguradora, para que ela atualize o seu endereço residencial e, mais do que isso, reavalie os riscos e ajuste as assistências e indenizações.

Todas as mudança ficam constatadas no endosso de seguro. Dessa forma, o seu lar estará com os respaldos (indigenização e assistências) realmente condizentes com os riscos e garantidos. 

Veja outros casos em que é preciso fazer o endosso de seguro: 

  • alteração de dados do segurado (CPF, RG, CNPJ e afins);
  • alteração do objeto do seguro;
  • inclusão ou retirada de coberturas e/ou assistências;
  • aumento ou diminuição nos limites máximos de indenização;
  • troca de dados relativos ao pagamento (substituição de cartão bancário, por exemplo). 

Entenda como funciona o endosso de seguro

Quando você informa uma mudança à corretora de seguros, os profissionais vão avaliar quais novos riscos estão em jogo. Além disso, é bem provável que haja a atualização no preço do seguro. 

Ao definir tudo isso, a seguradora, então, entra em contato com você e passa todos os detalhes. Se ambas as partes (cliente e seguradora) estiverem de acordo, o endosso de seguro é realizado. 

Como fazer o endosso?

O endosso deve ser solicitado à seguradora. A empresa vai perguntar para você quais foram as modificações, em relação ao objeto de seguro. Depois, então, é só aguardar o retorno da seguradora. 

O endosso de seguro precisa ser pago?

A prática do endosso de seguro não costuma ser cobrada. O que pode acontecer é o valor do seu seguro, em si, ser modificado, dependendo das mudanças ocorridas no objeto segurado. 

Vale mais a pena fazer um endosso ou contratar outro seguro?

Depende do caso. Na maioria das vezes, o endosso é a solução mais indicada. Quando há alteração de endereço ou de objeto segurado, por exemplo, o melhor é optar pela atualização da apólice. 

Agora, quando você pretende trocar coberturas e valores de indenização, o ideal é fazer a substituição do seguro mesmo. 

Então, viu só como o assunto em pauta é mais simples do que parece? 

endosso de seguro

Conclusão

Neste conteúdo, nós falamos sobre o endosso de seguro. Lembrando que o termo significa, basicamente, a atualização da apólice do seguro. 

Essa prática é bem comum, indicada para quando há alteração de endereço, meios de pagamento, objeto segurado, dados relativos aos documentos pessoais (CPF, RG), valores indenizatórios, conjunto de coberturas e assistências. 

Assim, sempre que houver uma mudança nesse sentido, procure a seguradora! 

A empresa ficará responsável por avaliar os novos riscos, diante das modificações e, em seguida, te passar as atualizações. 

Vale lembrar que as alterações também pode mexer no valor do seguro. De qualquer maneira, a prática do endosso garante a segurança para você e/ou seus patrimônios. Então, confira bem cada detalhe, antes de assinar o endosso de seguro! 

Gostou das nossas dicas? Continue aqui no blog da ComVida Seguros e saiba mais assuntos importantes para o seu bem-estar e, claro, proteção de seus investimentos! 

Encontre o seguro ideal para sua necessidade! 

Curtiu o post? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos Posts: